Header Ads

ad

Eneva barra entrada de deputados para fiscalização

Por solicitação do deputado Fábio Macêdo (PDT), presidente da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa, uma comitiva de seis parlamentares tentou, sem sucesso, visitar, na manhã desta quinta-feira (6), a sede da Eneva, no Porto do Itaqui, em São Luís, empresa que realiza a exploração de gás natural em Santo Antônio dos Lopes.

Deputados membros da Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa foram barrados hoje (5) na porta da Eneva, na área do Itaqui-Bacanga.

Os parlamentares fariam uma fiscalização sobre a quantidade de pessoal empregado na empresa e dos ganhos efetivos produzidos para o Maranhão por meio as suas atividades exploratórias.

Foram impedidos de entrar o presidente da Comissão, deputados Fábio Macedo (PDT), além dos deputados Leonardo Sá (PR), Wendel Lages(PMN), Zito Rolim (PDT), Ciro Neto (PP) e Antônio Pereira (DEM).

A comitiva estava acompanhada do diretor-presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA), Ribamar Carvalho, e de técnicos do órgão, para fazer uma visita técnica de surpresa à empresa.

“A Comissão veio acompanhada do diretor do Inmeq, órgão fiscalizador que pode chegar a qualquer momento, por ter esse papel, para acompanhar como está a atuação da Eneva. Fomos surpreendidos pela postura da empresa, que não quis nos receber. Nós que somos os representantes do povo e ela que explora algo tão valioso dos maranhenses, o gás natural”, afirmou o deputado Fábio Macedo.

“Ser barrado nos decepciona e a empresa tem o meu repúdio em nome de todos os deputados da Comissão. Com certeza, esta postura nos envergonha muito pela empresa ter esse papel de exploradora do nosso gás natural. Vamos tomar as providências necessárias”, prometeu Fábio Macedo, que defendeu a implantação do Gás Natural Veicular (GNV). 

Nenhum comentário