Header Ads

ad

Bélgica, Holanda, França e Inglaterra registram recordes de altas temperaturas

Europa vive mais uma onda de calor com novo sistema de alta pressão que atraiu o ar do deserto do Saara. Reino Unido, Alemanha, Bélgica e França também devem sentir altas temperaturas nesta semana.
Por G1

A onda de calor que atinge a Europa está levando a recordes de altas temperaturas nesta quinta-feira (25) na Holanda, Bélgica, Inglaterra e França. Itália, Espanha e Portugal estão em alerta para incêndios.

O calor é atribuído a um sistema de alta pressão que atraiu o ar do deserto do Saara para a Europa pela segunda vez em um mês.

A previsão é que a onda de calor deve durar até sexta-feira (26) e ameaça também o tempo em todo o Reino Unido, na Alemanha, Bélgica, e Itália.

Por que cientistas dizem que próximos 18 meses serão cruciais para salvar o planeta.
Europa tem alerta de segunda onda de calor

Recordes registrados
Na Holanda, os termômetros chegaram a 41,7ºC nesta quinta, a maior temperatura já registrada no país. O recorde foi atingido por volta das 14h15 (9h15 de Brasília) em Deelen, de acordo com o Twitter do Instituto Real de Meteorologia da Holanda (KNMI).

O último recorde no país aconteceu em 1944, de 38,6°C, e já havia sido superado na quarta-feira (24).
previsões do Instituto Meteorológico Real.

Em Londres, na Inglaterra, os termômetros chegaram a 36,9ºC, recorde para o mês de julho na cidade. A medição foi feita na estação meteorológica do aeroporto de Heathrow. Meteorologistas acreditam que a temperatura pode subir ainda mais e há boas chances de que o recorde para todos os meses, de 38,5ºC, seja superado.

Na França, a madrugada desta quinta foi a mais quente de todos os tempos. A mínima nas 30 estações meteorológicas espalhadas pelo país foi de 21,4ºC, um décimo a mais que o recorde anterior, registrado em 14 de agosto de 2003. Em Paris a temperatura na tarde de quinta chegou a 42,6°C, recorde histórico desde o início dos registros, em 1873. Antes, a cidade só havia registrado máximas superiores a 40ºC uma vez, em 1947.

Alerta para incêndios
Na Espanha, um incêndio florestal na província de Zaragoza, no norte, estava quase sob controle, mas havia o risco de novos focos, especialmente em partes do leste, onde a temperatura pode chegar a 41ºC.

Autoridades da Itália também emitiram alertas de incêndio para a ilha mediterrânea de Sardenha, onde as temperaturas podem passar dos 41ºC. Elas também colocaram 13 cidades em alerta climático "vermelho", o mais elevado, advertindo para um possível risco à saúde de todos, não só dos mais frágeis e dos doentes.

Em Portugal, o maior incêndio florestal do ano até agora, que ocorreu durante o final de semana, foi controlado por mais de mil bombeiros na terça-feira (23), mas o país continuava sob alerta elevado.

Nenhum comentário